Como deixar a casa segura para idosos

Categoria: Acessibilidade, Decoração, Residencial

Você tem idosos na família? A população de pessoas da terceira idade vem aumentando consideravelmente no mundo todo. Cada vez mais há idosos morando sozinhos.

Com o tempo, as condições físicas dos idosos vão mudando, se fragilizando: a agilidade e os reflexos vão ficando mais lentos; a visão e a audição sofrem baixas importantes; a própria força física e o tônus muscular diminuem consideravelmente. Por isso, é fundamental repensar o lar do idoso, verificar a sua funcionalidade e minimizar riscos de acidentes.

Existem várias adaptações simples e práticas que podem e devem ser feitas para a segurança, conforto e bem estar do idoso. Listamos abaixo algumas dicas fundamentais, agrupadas por ambiente. Caso você não possa adaptar toda a casa de uma vez, sugerimos que faça primeiro nos ambientes mais frequentados pelo idoso.

Geral

  • Pisos absolutamente nivelados, bem assentados.
  • Paredes com cores claras, mas contrastantes com o piso.
  • Melhor rampa do que escada, mas ambas precisam de corrimão dos dois lados. Rampas com no máximo 10% de declive.
  • Portas e circulação com pelo menos 80 cm de largura.
  • Maçanetas tipo alavanca.
  • Iluminação potente e uniforme; sensor de presença, luz de emergência.

Casa segura para idosos interno

 

Banheiro

  • Piso antiderrapante e desnível mínimo no acesso ao box.
  • Dentro do box: alças e barras de apoio; assento basculante para banho; chuveiro com ducha manual; torneiras de alavanca ou monocomando ou com sensor; porta de correr ou, melhor ainda, uma bela cortina.
  • Tapete de borracha com ventosas na saída do box.
  • Vaso sanitário mais alto e também com alças e barras de apoio.
  • Bancada: bem estruturada e firme; cuba de semi-encaixe ou gabinete recuado para facilitar o acesso.
  • Armários e estantes devem ser bem fixos e de fácil alcance. 

 

Cozinha / Área

  • Barras de apoio.
  • Torneiras de alavanca ou monocomando.
  • Armários de fácil alcance; gavetas com amortecimento e trava de segurança; portas de leve toque ou até sem portas.
  • Cooktop e fogão com fechamento de gás automático.
  • Forno e micro-ondas numa posição mais alta para facilitar o acesso e manuseio.
  • Bancada ou mesa de apoio próximas dos equipamentos.

Quartos

  • Cama larga, confortável e com cabeceira para recostar-se.
  • Mesinhas de cabeceira firmes ou fixas.
  • Interruptor paralelo ao lado da cama.
  • Armário com cabideiro baixo; gavetas com trava de segurança; luz interna com sensor; puxador do tipo alça.
  • Cadeira ou poltrona  para calçar meias e sapatos.
  • Telefone de fácil acesso.
  • Arandelas ou pendente são melhores do que abajures.

Sala

  • Tapetes somente se estiverem bem fixos com fitas aderentes ao piso e cor contrastante.
  • Móveis bem funcionais, firmes e robustos ou até fixos no chão, com quinas arredondadas, acesso fácil e circulação livre entre eles.
  • Sofás, poltronas e cadeiras preferencialmente com braços e espaldar alto, devem ser firmes e confortáveis. Almofadas ajudam a ajustar a coluna.

Lembre-se: “Menos é mais.” Esta frase do grande arquiteto alemão Mie Van Der Rohe define bem o conceito de como deve ser o lar do idoso: simples, funcional, prático, organizado, sem supérfluos, poucos e bons móveis e equipamentos.

Precisa de ajuda para fazer essa adaptação na sua casa? Entre em contato conosco!

Fonte: Guetta & Niquet Arquitetura