Como usar a decoração industrial nos ambientes de sua casa

Categoria: Arquitetura, Decoração, Design de interiores, Estilo industrial, Sustentabilidade

Há estilos de decoração que se baseiam na ideia de unir os opostos para obter propostas de interiores com resultado visual mais atraente. Um exemplo é o estilo industrial. Quer saber mais? Confira:

Decoração Industrial interna

O que seria uma decoração industrial?

O aparecimento de um novo modelo de arquitetura fez surgir também um novo estilo de decoração de interiores, este recebeu o nome de industrial. Ele tem tudo a ver com moradias urbanas. Tem uma “pegada” mais jovial.

O modelo é altamente requisitado por muita gente que solicita propostas de design de interiores. Primeiro, por seu visual moderno. Segundo, porque, dependendo do caso, pode ser bastante econômico.

Decoração Industrial interna1

Onde teria surgido o estilo industrial?

A grande crise econômica norte-americana da década de 1930 acabou impactando o urbanismo de Nova York. Na região central da cidade, muitas empresas fecharam as portas.

Algumas deixaram para trás prédios e galpões abandonados que ameaçaram virar casas para desabrigados e marginais. A medida preventiva do governo foi transformar estas edificações em moradias diferenciadas para artistas em ascensão. Deu certo.

Não demorou muito e as pessoas passaram solicitar aos arquitetos que copiassem os modelos desses ousados apartamentos nova-iorquinos. E o que estes imóveis tinham de mais?

Ambientes abertos e integrados; grandes panos de janelas; uma iluminação natural abundante; e superfícies estilosas, em materiais aparentes. Por incrível que pareça, com a decoração certa, podiam ser, potencialmente, lares confortáveis.

Decoração Industrial interna2

Quais as principais características da decoração industrial?

Se a pessoa não conhece o estilo de decoração industrial, pode ter uma ideia ruim do que seja. Isso porque muitos ambientes de arquiteturas industriais são frios e sem graça. Porém, até isso vem mudando. E quando se trata das arquiteturas em estilo industrial voltadas para moradia, muitos elementos são manipulados para que os espaços tornem-se mais bonitos, convidativos e confortáveis.

Portanto, diferente do que muitos pensam, a decoração industrial é, sim, bastante agradável. Se o resultado não foi este é porque a pessoa não soube aplicar o estilo adequadamente aos espaços de sua casa.

Decoração Industrial interna3

Como transformar a casa no estilo industrial?

É possível decorar um imóvel comum no estilo industrial. Claro que isso não vai atingir o mesmo charme dos lofts e studios de Nova York citados anteriormente. Mas a transformação, sem dúvidas, deve surpreender positivamente. Se você quer tentar fazer uma mudança assim  sua casa, acompanhe algumas dicas.

Decoração Industrial interna4

Ideias no campo da arquitetura

Para começar a transformar sua casa no estilo industrial, coloque em prática algumas ideias de arquitetura. Por exemplo, investir em revestimentos como placas de ladrilho, madeira, blocos de tijolos, e cimento queimado.

Se possível, retirar paredes e fazer a integração de ambientes. Usar aberturas metálicas sem pintura. Deixar encanamentos a mostra – principalmente os de cobre. E fazer extensões de luz com fios comuns, trilhos e lâmpadas.

Decoração Industrial interna5

Ideias no campo da decoração de interiores

Agora vem a parte mais interessante, o que se pode fazer quanto à decoração. Primeiro tem a questão do mobiliário, que é o mais importante.

O bacana do estilo industrial são os contrastes. Vale a pena investir em peças novas e antigas – até mesmo com aparência desgastada – para serem usadas num mesmo ambiente. Uma dica bacana é investir também em itens reciclados, como rodas, pneus, pallets e mais.

Decoração Industrial interna6

Quando não se podem deixar os materiais das estruturas à mostra, a alternativa são as imitações. Existem papéis de parede e revestimentos cerâmicos que imitam muito bem tijolos e texturas de cimento.

Fica legal também usar de pano de fundo uma pintura lisa em tom neutro. Até mesmo as maiores peças do mobiliário podem ser em cores como branco, preto e cinza. Mas tem-se que cuidar da frieza e monotonia excessiva.

Fonte: Cinthia Dilser, do Viva Decora